Quando qualquer um - seja aonde for - estender a mão pedindo ajuda...
Quero que a mão de A. A. esteja sempre ali.
E por isto eu sou responsável.

AMOR SEM LAÇOS

“A experiência prática nos mostra que não há nada melhor para assegurar nossa imunidade contra a bebida, do que o trabalho intensivo com outros alcoólicos.”

No apadrinhamento tive duas surpresas. Primeira, que meus afilhados se preocupavam comigo. O que pensava que era gratidão, parecia mais amor. Eles queriam me ver feliz, crescer e permanecer sóbrio. O fato de saber como eles se sentiam, me manteve longe da bebida por mais de uma vez.

Segunda, descobri que eu era capaz de amar alguém responsavelmente, com um respeitoso e autêntico interesse pelo crescimento dessa pessoa. Antes disso, pensava que minha capacidade de cuidar sinceramente do bem estar dos outros tinha-se  atrofiado por falta de uso. Aprender que posso amar, sem cobiça ou ansiedade, foi uma das maiores dádivas que o programa me deu.

Gratidão por este presente me manteve sóbrio muitas vezes.

Fonte: Livro “Reflexões Diárias”.


Alcoólicos Anônimos Online – Todos os direitos reservados