"Eu sou responsável....
Quando qualquer um, seja onde for, estender a mão pedindo ajuda, quero que a mão de A.A. esteja sempre ali. E por isto: eu sou responsável."

As Doze Tradições de A.A.

As Doze Tradições de A.A.


As Doze Tradições de Alcoólicos Anônimos apresentam uma visão clara dos princípios que asseguram sua unidade - que é sua qualidade mais preciosa. Delineiam os meios pelos quais A.A. trabalha em grupos e se relaciona com o mundo exterior: sua forma de viver e de se desenvolver.

 

Primeira Tradição

Nosso bem estar comum deve estar em primeiro lugar; a recuperação individual depende da unidade de A.A.

 

Segunda Tradição

Para nosso propósito de Grupo, há somente uma unidade suprema - um Deus amantíssimo que Se manifesta em nossa consciência de Grupo. Nossos líderes são apenas servidores de confiança; não governam.

 

Terceira Tradição

O único requisito para ser um membro de A.A. é o desejo de parar de beber.

 

Quarta Tradição

Cada grupo deve ser autônomo, salvo em assuntos que digam respeito a outros grupos ou a A.A. em seu conjunto.

 

Quinta Tradição

Cada grupo é animado por um único propósito primordial – o de transmitir sua mensagem ao alcoólico que ainda sofre.

 

Sexta Tradição

Nenhum grupo de A.A. deverá jamais emprestar o nome de A.A., endossar ou financiar qualquer sociedade ou empreendimento alheio à Irmandade, a fim de que problemas de dinheiro, propriedade e prestígio não nos afastem do nosso objetivo primordial.

 

Sétima Tradição

Todos os grupos de A.A. deverão ser absolutamente autossuficientes, rejeitando quaisquer doações de fora.

 

Oitava Tradição

Alcoólicos Anônimos deverá manter-se sempre não profissional, embora nossos centros de serviços possam  contratar funcionários especializados.

 

Nona Tradição

A.A., como tal, jamais deverá ser organizado; podemos, porém, criar juntas ou comitês de serviço diretamente responsáveis perante aqueles a quem prestam serviços.

 

Décima Tradição

Alcoólicos Anônimos não opina sobre questões que lhe são alheias; portanto, o nome  de A.A. jamais deverá aparecer em controvérsias públicas.

 

Décima Primeira Tradição

Nossa política de relações públicas baseia-se na atração em vez da promoção; precisamos sempre manter o anonimato pessoal na imprensa, rádio e filmes.

 

Décima Segunda Tradição

O anonimato é o alicerce espiritual de todas as nossas Tradições, lembrando-nos sempre da necessidade de colocar os princípios acima das personalidades.

 

Quer conversar?

Se precisar de ajuda ou se simplesmente quiser falar a respeito da sua maneira de beber, venha participar das nossas reuniões (https://69544529.myownmeeting.net/login?lang=BR); ou envie uma mensagem através de nosso canal Fale Conosco e exponha as suas dúvidas (https://aaonline.com.br/fale-conosco). 

 

Baseado em trechos extraídos do livro Os Doze Passos e As Doze Tradições, direitos autorais de Alcoholics Anonymous World Services, Inc.; publicado com permissão.


Navegação Rápida